Prefeitura Municipal de Andirá - Paraná

A Prefeitura de Andirá está ampliando as ações de inclusão com a oferta de um curso de Língua Brasileira de Sinais (Libras) e Braille aos funcionários públicos e a toda comunidade interessada. O curso é ofertado pela Secretaria Municipal de Cultura e Comunicação, por meio da Escola de Comunicação e Artes e acontece às terças e quintas-feiras, com turmas no Cine Teatro São Carlos (no período vespertino) e na Indústria do Conhecimento – Biblioteca (no período noturno).  Mais de 200 alunos, entre professores, profissionais do comércio, funcionários de vários setores da Prefeitura e também familiares de pessoas surdas e cegas, participam das aulas, com o intuito de ampliar conhecimentos e interação.

As aulas são ministradas pelo professor Fábio Júnior Roque da Rosa e tem coordenação pedagógica do secretário de Cultura e Comunicação Tiago Silvio Dedoné, que também é jornalista e pedagogo. Segundo o professor, o curso versa sob os níveis básico e intermediário e está tendo um resultado bastante positivo, com ampla assimilação dos alunos e consciência da importância do ato de saber se comunicar em libras e Braille. “Esse trabalho é super importante para divulgação do portador de deficiência auditiva e para a inclusão de todos na sociedade. Somos agora da Família de Libras e Braille e lutamos continuamente, sem descanso,  para acabar com o preconceito e ter, nas aulas, a língua Brasileira de sinais para que todos possamos ter uma cultura mais humana e social com Inclusão”, destacou.

As iniciativas atendem à diretriz de gestão da Prefeitura de Andirá no sentido tanto de proporcionar a inclusão no processo educacional, quanto o de melhorar os serviços prestados no atendimento ao público realizado pelo município, reduzindo barreiras de comunicação entre ouvintes e surdos. Além disso, possibilitar a todos que se interessam pelo tema, a oportunidade de estudar e de se emancipar no conhecimento. A meta da Prefeitura é ampliar as vagas e garantir que mais pessoas possam participar da formação, reforçando a política de inclusão social do município e garantindo, à pessoa surda, o direito de ser atendida em seu idioma. "A Escola de Comunicação e Artes nasceu com esta preocupação de democratizar acessos e conhecimentos das áreas de artes e de comunicação, para que todas e todos possam estudar, aprender e aplicar estas informações nas suas respectivas agências de socialização. Nos surpreendeu muito a quantidade de pessoas interessadas neste curso de libras/Braille e nos deixou muito satisfeitos ver o interesse e o rápido processo de aprendizagem", contou o secretário de Cultura e Comunicação, informando, ainda, que o curso versa sobre teoria, aspectos legais e muita prática, com conversações durante as aulas, dinamizando, assim, o processo de ensino – aprendizagem. “Durante o curso, os participantes são introduzidos ao universo dos sinais e vão adquirindo vocabulário básico para conversação mínima, compreendendo as leis e as especificidades linguísticas e gramaticais da língua”.

 

CIDADANIA

O secretário informou, também, que quatro turmas estudam na sede da Biblioteca (Indústria do Conhecimento), o que está colaborando para também ampliar o interesse do uso este importante equipamento público cultural.  “Foi proposital levar o curso para a biblioteca, pois, assim, afirmamos uma política de acessibilidade a este espaço tão mágico, promovendo o encurtamento de relação entre os alunos e as obras literárias diversas que lá existem", destacou ele, relatando que a Prefeitura está adquirindo obras literárias em Braille. “Nós criamos vários projetos este ano para democratizar o acesso da população aos livros e a este espaço cultural. E também levamos a biblioteca para os bairros e para os eventos da secretaria de Cultura, com o Cantinho da Leitura – Biblioteca Itinerante. Realizamos Oficinas Literárias e temos em andamento um projeto muito importante chamado Sarau Literário, que ocorre todos os meses, dando visibilidade a autores andiraenses e debatendo sobre literatura. Toda a comunidade é convidada a participar e sempre contamos com a presença dos alunos do Educação de Jovens e Adultos - EJA”.

A Prefeita de Andirá, Ione Abib, esteve presente em uma das aulas, parabenizou os alunos pela dedicação e destacou a importância do projeto da Escola de Comunicação e Artes e a oferta deste curso na proposição de ações de inclusão social. 

Fonte: Da Seccom