Prefeitura Municipal de Andirá - Paraná


O trabalho em equipe e realizado com grande entusiasmo


O projeto mudou a vida de muitas familias, como a do produtor Ronaldo Nagatha


Horta comunitária ajuda na geração de renda em Andirá

Melhora na qualidade de vida, geração de renda, alimentação saudável e aprendizado de uma nova profissão, são as definições dadas pelos moradores das vilas rurais Recanto Feliz e Alphaville, em Andirá, para o programa Horta Comunitária.

Desde que o projeto foi implantado em 2006, a vida de muitas famílias mudou. O plantio de verduras e legumes é feito pelos moradores das vilas com orientação de técnicos da EMATER e apoio de profissionais da prefeitura.

De acordo com o Engenheiro Agrônomo do município, Manoel Antônio de Carvalho, Andirá é a cidade mais beneficiada pelo Governo. O repasse de recursos para a compra dos produtos cultivados na horta comunitária e de pequenos produtores de frutas, arroz, feijão, carne, ovos, entre outros, é o maior da região. São mais de R$ 100 mil do Governo Estadual e cerca de       R$ 130 mil do Governo Federal. Todos os alimentos comprados com esses recursos são destinados para 22 entidades do município.

Inclusão

Para fazer parte do projeto, as famílias devem estar cadastradas no programa ‘Agricultura Familiar’. Das 69 famílias que moram nas vilas rurais, 43 participam da horta comunitária e mais 39, que não residem na vila, mas são cadastradas no programa, também fornecem seus produtos para a compra direta.

“O projeto proporciona inclusão social, qualidade de vida e condições de uma vida melhor para essas famílias. No início, tivemos muitas dificuldades para implantar a horta, a população tinha receio em participar, com a conquista de resultados positivos o número de interessados foi aumentando, o objetivo é fazer com que todas as famílias participem”, disse o técnico da Emater, Adevaldo José da Cunha. Todos os produtores têm direito a emissão de notas fiscais que auxiliam no momento da aposentadoria e licença maternidade. “Desde que me mudei para a vila rural em 2007, trabalho na horta. É muito prazeroso fazer parte do projeto, eu estava desempregado e não teria condições de me aposentar, agora com essa oportunidade tenho uma atividade para me dedicar, vou conseguir me aposentar mais rápido e ainda tenho mais uma renda para ajudar em casa”, contou o produtor Ronaldo Nagatha.

Além de fornecerem as verduras e legumes para o programa compra direta, as famílias também as comercializam na Feira da Lua, todas as quintas e sextas-feiras. O uso de agrotóxico na horta comunitária é mínimo. “Trabalhamos com o objetivo de oferecer produtos saudáveis, pois os principais consumidores são crianças e idosos. Só utilizamos o agrotóxico em ocasiões extremas”, explicou Manoel.

Em Andirá, o projeto é desenvolvido pela Emater, Prefeitura, Secretaria de Ação Social com apoio da Secretaria Estadual de Agricultura.

Fonte: Folha de Andirá – Janaina Polizel