Prefeitura Municipal de Andirá - Paraná

 

A Prefeitura Municipal de Andirá está mobilizando uma força tarefa para solucionar de vez a situação dos problemas do Aterro Sanitário da cidade, que já resultou, inclusive, em um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), junto ao Ministério Público. A Prefeita Ione Abib, pediu uma reunião de urgência – que aconteceu no dia 05 de janeiro -, mobilizando os setores da Viação e Serviços Públicos, Obras e Urbanismo, Agricultura e Meio Ambiente e SAMAE, para que fossem iniciados os estudos sobre quais medidas seriam necessárias para a solução da demanda. A pauta do encontro foi a destinação de entulhos de construção civil e galhos de árvores. O diretor Presidente do SAMAE, Antônio Carlos Picolo Furlan, durante o encontro, destacou que iniciou a gestão encaminhando ofício comunicando as empresas prestadoras de serviços de coleta de entulhos quanto a proibição de jogarem as coletas no Aterro Sanitário. Segundo ele, “este procedimento tem como objetivo corrigir esta prática ilegal e atender ao TAC firmado pelo município junto ao MP”. Ele também suspendeu esta prática realizada pelos próprios servidores da Prefeitura.

O diretor Presidente disse que é grave a situação do Aterro, que encontra-se saturado e que gera elevado custo na manutenção. Ele informou, também, que já existe o projeto para a construção do novo Aterro e sugeriu um Centro de Triagem, moderno, com funcionamento por meio de uma Associação de Catadores de Recicláveis. Ele sugeriu que o material orgânico fosse destinado a aterro de outras cidades, solucionando a destinação deste tipo de material. Inclusive já agendou visitas em Bandeirantes e em Cambará, para conhecer os formatos dos trabalhos aplicados neste setor. Tais medidas resultariam em uma economia de 50%, em relação as despesas geradas hoje, segundo informou ele. Os participantes do encontro também elencaram locais que poderiam ser usados como depósitos para estes entulhos e galhos, mas, precisaria passar pela autorização do Instituto Ambiental do Paraná (IAP), como alertou o advogado Odair Batista de Oliveira Junior, que também sugeriu que fosse feito um levantamento de orçamentos para que a Prefeita pudesse analisar comparativos.

O Secretário Municipal de Viação e Serviços Públicos, Adilson dos Santos, destacou a preocupação com relação ao destino de galhos. Segundo ele, anteriormente, eram jogados no Aterro e queimados, o que prejudicava o meio ambiente. Também foi lembrado, durante o encontro, que a Prefeitura possui uma máquina trituradora de galhos, que poderia ser utilizada para moagem e posterior reaproveitamento do conteúdo como esterco ou para fazer cobertura de lixo orgânico. A equipe da nova gestão municipal está toda empenhada na busca de solução deste antigo problema herdado. A Prefeita pediu empenho intenso das secretarias na formulação de estratégias que solucionem a demanda, dentro da lei e respeitando o meio ambiente. Durante o encontro ficou acertado que, provisoriamente, os materiais coletados pela prefeitura será alocado em um espaço especifico no aterro. A prefeitura irá verificar junto ao departamento de tributos, a cobrança de taxa de uso para que as empresas possam fazer uso deste espaço. Mas esta medida teria um prazo, ate que se organizem e destinem seus entulhos adequadamente. Caso a medida proposta seja aprovada, também será condicionado às empresas a seleção dos materiais.

O Secretário Municipal de Obras e Urbanismo, André Maluzzi, sugeriu que fosse anexado ao alvará de licença para construção um Termo Obrigatório aos proprietários/construtores afim de que destinem os entulhos adequadamente , extinguindo a prática de jogar entulhos frente à construção, terrenos baldios, sob a pena de não cumprimento. Participaram deste primeiro encontro os secretários municipais André Luiz Maluzzi, de Obras e Urbanismo; Adilson dos Santos, Viação e Serviços Públicos; a Técnica em Edificações, Ruth Ramos Arnaud Sampaio Zamboni; o diretor Presidente do Samae, Antônio Carlos Picolo Furlan; o diretor do Departamento de Água e Esgoto, Nelson Wolpi de Oliveira Filho; o advogado Odair Batista de Oliveira Junior, Luiz Carlos Pereira, Thiago Fregolão e a Prefeita , Ione Abib. No sábado, dia 07, a Prefeita esteve no período da manhã na sede do Samae, em reunião com o gestor da Autarquia, onde ela ampliou mais informações a respeito do sistema e da questão do aterro sanitário.

 

Fonte: Tiago Dedoné / SECCOM