Prefeitura Municipal de Andirá - Paraná

Música, dança, apresentações teatrais, exposições de trabalhos, palestra sobre o papel da família para as crianças e adolescentes, muita emoção e socialização. Estes foram os ingredientes da “Noite Especial com as Famílias”, evento realizado pelo Projeto Esperança – órgão da Secretaria Municipal de Assistência Social e Ensino Profissionalizante, e que cuida de mais de 150 crianças e adolescentes em Andirá. Aulas de artes, informática, esporte e muitas ações de integração e práticas de cidadania ajudam a formar crianças e jovens no projeto da comunidade.

Na última sexta-feira, dia 25, um encontro entre pais, professores, monitores, alunos e autoridades mostraram a importância do Projeto Esperança m Andirá, sua missão social e os resultados de intervenção social, prevenção e emancipação social. De acordo com a Secretária Municipal de Assistência Social, Elessandra Pacheco, a Prefeitura tem mobilizado investimento para ampliação das ações do Projeto, com o intuito de dinamizar cada vez mais as ofertas de atividades pedagógicas e de socialização, para garantir atenção social e desenvolvimento aos alunos.

Para a Coordenadora, Jocelara, o objetivo principal do evento foi celebrar a família. “ A família que as vezes não é composta por pai, mãe e filhos. A família que cuida, que mora na casa, que acolhe e que independente de ser de sangue ou não , é a família daquela criança e daquele adolescente.  O evento foi para que sintam acolhidos. O tema foi os diferentes tipos de famílias”, descreveu, enaltecendo que as atividades apresentadas, emocionaram a todos.

O encontro contou com apresentação do Coral, coordenado pela professora Gabriela Moretti; teatro sobre a família, com os personagens do Chaves, coordenado pela Professora Juliana Galvino e uma dança, coordenada pela professor Francieli Francoia França (esta última falou sobre o pintor do mundo: Deus). A pedagogoda do projeto, Jaqueline Roberta de Souza, ministrou uma palestra sobre “Família, nos dias atuais”. Os funcionários, facilitadores e monitores, juntamente com a coordenação, fizeram uma homenagem cantando a música: Tempo de Alegria.

Segundo a professora de Artes Cênicas, Juliana Galvido, o evento foi marcado por grande mobilização e participação dos pais. “Foi um momento muito especial e fundamental ter ali os familiares acompanhando o resultado de um trabalho de dedicação de nós professores, monitores, coordenação e funcionários em geral, pq não é um trabalho isolado e sim de uma equipe, onde um completa o outro. É muito importante a família estar ali dando este apoio à criança e ao adolescente. Pq esta parceria não pode ser somente entre nós lá dentro, os familiares e sociedade precisam se envolverem. Para alguns foi uma novidade ter aulas culturais pois antes o projeto era mais artesanatos, e eles gostaram desta mudança. Foi muito gratificante esta noite, um grande sucesso e muita alegria”. Hoje o projeto conta com sete monitores, cinco facilitadores e seis profissionais que cuidam da alimentação e limpeza, além de uma coordenadora e uma pedagoga.

Fonte: Tiago Dedoné / Secretaria de Comunicação