Prefeitura Municipal de Andirá - Paraná

Prefeitos das cidades que compõem o Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Regional  da Bacia do Panema / Cinza (Codepaci) se reuniram nesta segunda-feira, dia 13, na sala de reuniões da Prefeitura de Andirá, para debaterem sobre o futuro do Consórcio, criado em 2012, com a finalidade de mobilizar apoio aos municípios com serviços, principalmente nas áreas de reestrutura de vias rurais e iluminação pública.  Participam as cidades de Andirá, Barra do Jacaré, Bandeirantes, Cambará e Itambaracá. Na reunião desta segunda-feira, a pauta permeou pelas demandas jurídicas que orbitam em torno do Consórcio. Hoje, o órgão não está em funcionamento e reúne uma série de questões a resolver, nos campos administrativo e jurídico. E é com o intuito de equacionar as problemáticas, que os novos chefes de executivos municipais estão buscando o levantamento das informações – principalmente contábeis – para terem uma ótica real do aspecto situacional.

Andirá é sede da Codepaci e é um dos municípios que vinham mantendo em dia seus pagamentos junto ao órgão, ao contrário de alguns outros que não vinham realizando a efetividade de compromissos.  O procurador do município de Andirá, Dr. Murilo Correa,  apresentou aos presentes os processos os quais o órgão está sofrendo, entre os quais, trabalhista. Ele destacou aos prefeitos - e representantes de prefeitos presentes -, os dados referentes às intervenções jurídicas. A Prefeita, Ione Abib, cobrou os dados contábeis prometidos pelo antigo tesoureiro, na última reunião realizada há quase dois meses, na Barra do Jacaré. Segundo ela, há poucas informações referentes, para que os prefeitos – que são todos de nova gestão – possam articular ações.   

O Prefeito de Cambará, José Salim Haggi Neto, também criticou a demora da documentação, compromisso assumido e, segundo ele, registrado em ata. Ele informou que fez um levantamento no Tribuna de Contas do Estado. “Só vai conseguir  resolver quando der baixa em todas as pendências. O primeiro passo é resolver a questão interna. Não sabíamos das ações. Acho que o consórcio até seria interessante para os municípios”.

A Prefeita Ione também lembrou que as complexidades que orbitam em torno do consórcio já colaboraram , inclusive, para a perda de um veículo (caminhão) que estava sendo prospectado pelo senador Álvaro Dias. Mas também expressou que a conseqüência de ações é por que os municípios, salvo Andirá e Barra do Jacaré,  não pagaram os serviços. O Prefeito Adalberto de Freitas Aguiar, da Barra do Jacaré, também manifestou descontentamento com relação à situação do Consórcio e cobrou uma ação de urgência: “Quem está perdendo somos nós”. O Procurador sugeriu, primeiramente, compor uma nova diretoria; e até fazer a cessão de um servidor público, para que possa ser feita a defesa jurídica dos processos em que a Codepaci responde. Também ficou acordado o encaminhamento de um ofício cobrando, formalmente, do antigo contador, os levantamentos situacionais contábeis. Participaram da reunião, além dos  prefeitos já apontados, assessores e advogados das Prefeituras de Cambará, Bandeirantes e Itambaracá. Os prefeitos destas duas últimas não estiveram presentes. O secretário municipal de Administração de Andirá, Marcos César Caetano Pimenta também acompanhou o encontro, destacando a importância da transparência na realidade situacional encontrada pelos novos prefeitos . Uma nova data de encontro será marcada em breve.  

 

 

 

Fonte: Tiago Dedoné / Secretaria de Comunicação